AROMATERAPIA PARA CÃES E GATOS

Aromaterapia agora está sendo reconhecida por veterinários como uma forma eficaz para o tratamento de doenças como, inflamações de pele, infecções de ouvidos, erupções, flatulência, halitose e doença de movimento. Os mesmos óleos essenciais que ajudam os seres humanos a relaxar e sentir calma também podem ter efeitos semelhantes em animais. Óleo de lavanda pode ajudar gatos a se sentirem mais sonolentos. Camomila, orégano, lavanda podem ajudar a tratar a infecção de ouvido de um cão ou de ajudar este a se sentir mais relaxado, se estiver sentindo dor.

  •    O olfato dos cães tem 32 terminações nervosas a mais que no homem, então um cheirinho que pra nós é inofensivo, para eles pode ser muito desagradável e pode desencadear irritações, reações alérgicas relacionada a pele, e muitos outros transtornos, pode mudar o diagnóstico de certas doenças, com tratamento demorado e de difícil atendimento. Portanto recomenda-se o tratamento com óleos essenciais para cães em 25% do indicado para humanos. Cachorros com menos de 8 meses de idade não devem entrar em contato com óleos essenciais, há não ser por aromatizador de ambientes sempre em doses menores do que para nós humanos.

Na internet existem várias receitas com óleos essenciais, não faça nada sem consultar um veterinário e um terapeuta com formação e experiência de pelo menos 3 anos. Pode sim usar em sabonetes e shampoos com bases puras acrescidos de óleos essenciais de citrolena, melaleuca alternifólia, capim limão, lavanda, indicados para sarna, pulgas, e coceiras generalizadas, ácaros e mal odores. São fungicidas, cicatrizantes, agora em casos de otite canina, doença que atinge 5 a 20% dos cães, além de medicamentos veterinários, já há estudos com óleos essências como a aroeira (Schinus molle) que foi 100% eficiente nestes casos, como cicatrizante e anti-inflamatório, além de eficiente em outros fungos e bactérias.

Os animais também podem se beneficiar de todo o poder da natureza através do óleos essenciais e seus hidrolatos ( sub-produtos dos óleos essenciais aproveitados para aqueles que precisam de algo mais leve, trata tanto quanto a essência pura). A dosagem e aplicação varia muito de animal para animal, depende da raça e tamanho, gatos e aves, ramisters, jabutis, são muito mais sensíveis, eles têm um volume de sangue muito pequeno, pele extremamente fina que absorvendo um medicamento como óleo essencial altamente concentrado, se torna mortal. O fígado dos gatos por exemplo não tem glucuronidação uma desintoxicação que só acontece em humanos, então nesses animais é melhor usar apenas os hidrolatos que já estão bem diluídos ou se usar o óleo essencial, usar numa dosagem de 0,01 % a 0,1%. Muitos desses animais já são alérgicos, podem sofrer ataques epiléticos e ataques do coração.

A Aromaterapia é uma terapia alternativa, integrativa e direta da natureza, porém usada com todo cuidado terapêutico, químico e farmacêutico que estão aos cuidados de um terapeuta com muito tempo de estudo e experiência, sendo uma natural e eficiente ajuda das plantas em nossa saúde.

Fonte: http://www.oleosessenciais.org/uso-veterinario-dos-oleos-essenciais/

Al    Algumas sugestões:

  • Usando uma solução suave será o mais indicado. Comece sempre utilizando a dosagem de 1%.
    Para Sprays contra pulgas use:
    em um frasco de 100ml:
    – 90 ml de água destilada e ou deionizada
    – 10 ml de álcool de cereais
    – 10 gotas de citronela
    – 10 gotas de eucalipto citriodora
    – 10 gotas de tea treePara lesões de pele:
    – 30 ml de óleo vegetal de calêndula
    – 10 gotas de tea tree
    – 05 gotas de bergamota
    – 05 gotas de cedro
    – 05 gotas de lavanda

Para maiores informações converse com um veterinário ou um aromaterapeuta com formação em escolas especializadas como IBRA, e com experiência com atendimento para animais.

Leave a comment